Atividade Física



Atividade física ajuda a prevenir a depressão

Está comprovado por estudos e deve fazer parte do tratamento


Atividade física ajuda a prevenir a depressão

Existe relação entre a prática de atividade física e a depressão? Quatro universidades brasileiras e sete estrangeiras realizaram uma estudo conjunto para fazer essa análise.

Em abril deste ano, o “The American Journal of Psichiatry” publicou um artigo que avaliou dados de 49 pesquisas e promoveu uma análise estatística.

Centenas de pesquisas foram realizadas sobre o tema, todas inconclusivas.

Por isso o estudo conjunto se dedicou a fazer uma meta-análise das pesquisas anteriores. Foram consultadas mais de 265 mil pessoas em 20 países diferentes, concluindo que, independente da idade ou situação, o exercício físico previne a depressão.

O estudo não chegou a uma definição sobre quanto de atividade física praticada é necessária para manter a depressão longe, mas entendeu que quanto mais exercício for praticado, melhor. Se o praticante se manter no nível recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que são 150 minutos de exercício moderado por semana, a probabilidade de se manter longe a depressão é de 32%.

Mas por que a prática de exercícios diminui o risco de depressão? Segundo os cientistas é que eles aceleram a regeneração dos neurônios, que os deprimidos perdem mais do que conseguem regenerar. Pessoas que sofrem de depressão por muito tempo podem ter partes do cérebro, como hipocampo e córtex pré-frontal, atrofiadas, o que a atividade física regular ajuda a prevenir.




Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias

Confira também nossos guias


Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone