Atividade Física


Overtraining, exercício em excesso, traz risco para o coração

Podem provocar arritmias e sopros cardíacos


Overtraining, exercício em excesso, traz risco para o coração

Overtraining acontece quando o atleta se exercita mais do que seu corpo pode suportar. Para melhorar o desempenho em treinos e provas, corredores, por exemplo, exageram na atividade física e as consequências do excesso prejudicam os músculos, articulações e até o sistema imunológico do esportista.

O overtraining ocorre em maior incidência em corredores de média e longa distância. Além das lesões agudas e crônica que podem ocorrer devido ao excesso de exercícios, problemas como insônia, irritabilidade e até alterções na pressão arterial também são comuns. Pode ocorrer a perda de condicionamento físico devido a diminuição da força e resistência, dor muscular constante, fadigra crônica e aumento da frequência cardíaca em estado de repouso.

Claro que é possível evitar o overtraining. O atleta precisa conhecer e saber os limites de seu corpo para poder melhor avaliar o rendimento no momento do treino. Descansar entre um treino e outro e não extrapolar os limites.

Quem chega ao estado de overtraining deve reduzir imediatamente os treinos e até interrompe-los se for o caso.

O acompanhamento médico não pode ser dispensado, assim como o profissional de educação física, nutricionista e do fisioterapeuta. Quando diagnosticado precocemente, o quadro pode ser revertido.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias

Confira também nossos guias


Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone