Colunistas



5 mitos em relação ao pós parto e exercício


Confira aqui!


<5 mitos em relação ao pós parto e exercício

1. Só posso fazer exercício depois do terceiro mês pós gestacional

A mulher pode começar a fazer exercício a partir da liberação médica, que gira em torno de 30 / 40 dias. Os exercícios mais indicados nesta fase são os respiratórios, os posturais e os de fortalecimento da musculatura do períneo. Quando estamos grávidas o nosso centro de gravidade muda e ganhamos peso. O resultado disso muitas vezes é dor nas costas e nas articulações. A musculatura da região do períneo se torna mais fraca e afrouxada, podendo causar uma série de complicacões no futuro. Por isso o foco principal no primeiro mês pós gestação são esses tipos de exercícios.

2. Fazer exercício vai secar o meu leite ou diminuir o tempo de amamentação

Quando o exercício é feito da maneira correta, respeitando intensidade, volume e tipo, juntamente com uma alimentação adequada, o leite não seca. O que determina a quantidade de leite que você produz são inúmeras outras variáveis, e não o exercício físico. O ideal é se programar para a seguinte sequência: amamentar, fazer a atividade física, ter um período de repouso de pelo menos 10 / 15 minutos e beber bastante água.

3. Minha barriga nunca mais voltará ao normal

Para a mulher que mantinha hábitos saudáveis antes e durante a gravidez (alimentação equilibrada e exercício físico regular) será muito mais fácil recuperar a barriguinha do que aquelas que mantinham uma alimentação inadequada e eram sedentárias. Mas isso não significa que seja impossível. Não existe milagre. A receita é fazer e manter uma dieta nutritiva com baixa ingestão de gordura e grande variedade de nutrientes, e fazer exercícios físicos regularmente.

4. Quem teve parto normal pode fazer abdominal e quem teve cesária não

Todas as mulheres podem fazer exercícios abdominais, desde que respeitem o tempo de cicatrização e de liberação desses exercícios pelo seu médico. O maior cuidado é com o tipo de exercício que será feito, principalmente para aquelas que tiveram diástase aberta. Nesse caso, é aconselhável começar com exercícios isométricos e deixar de lado os que envolvem rotação de tronco e quadril.

5. Impossível ter tempo para fazer exercício cuidando de um bebezinho

A queixa da humanidade nos dias de hoje é a falta de tempo. Porém as pesquisas já mostram que com apenas 10 minutos de exercício por dia é possível ter ganhos na saúde. O segredo está na organização do seu tempo. É claro que com um bebezinho em casa falar em organização e rotina é mais complicado. Mas pode acreditar, é possível! Você pode fazer uma programação de exercício na sala da sua casa, com 15 minutos de duração para começar, enquanto seu filho dorme, por exemplo. Ou então inclui-lo neste momento como uma forma de vocês dois brincarem e interagirem juntos.

Mas lembrem-se, antes de começar a fazer qualquer tipo de exercício físico, procure um profissional capacitado e especializado em atender mulheres no pós-parto.


Veja Mais...






Conheça todos os nossos colunistas



Dra. Paola Pomerantzeff Dra. Paola Pomerantzeff

Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).






Dra. Aline Lamaita Dra. Aline Lamaita

Cirurgiã Vascular, Angiologista e membro da Sociedade Brasileira de
Angiologia e Cirurgia Vascular






Lucas Portilho Lucas Portilho

Mestre em Ciências Médicas pela Unicamp.






Dra. Kédima Nassif Dra. Kédima Nassif

Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar.






Carlos Lopes Carlos Lopes

Dr Carlos Lopes, 50 anos, médico-ortopedista, especialista em ortopedia do esporte. Ex-atleta de natação, atual praticante amador de corrida, bike e funcional. Mas muito disciplinado. Instagram: drcarloslopesortopedista, site: www.drcarloslopes.com.br






Gustavo Slaib Gustavo Slaib

Gustavo Slaib, triatleta profissional e empresário, promete trazer dicas para quem quer começar a pedalar, nadar, correr ou fazer os três juntos!






Juliana Bravo Guerrero Juliana Bravo Guerrero

Juliana Guerrero, 32 anos, nutricionista, especialista em fisiologia do exercício e nutrição funcional. Informação baseada em ciência, sem modismos. Acredita que é possível ser saudável e comer com prazer!






Miu Paltronieri Miu Paltronieri

Miu Paltronieri, especialista em atividade física na gravidez e no pós parto, 36 anos com 2 filhos que praticam comigo vários esportes como surf, calistenia, luta e Crossfit






Peter Pichnoff Peter Pichnoff

Peter Pichnoff é professor de Educação Física 34 anos, sócio em uma Assessoria Esportiva (GP Coaching , RJ) remador profissional e praticante de triathlon.






Riani Riani






Wagner Romão Wagner Romão

Wagner Romão é triatleta, Major do Exército, professor de Educação física e técnico de triathlon nível I pela CBTri. Integrou as delegações nacionais nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 e Jogos Panamericanos Rio 2007 e Guadalajara 2011.






Maria Fernanda Elias Maria Fernanda Elias






Juliana Menezes Juliana Menezes

Juliana Menezes, 43 anos, fisioterapeuta especializada no Método RPG (Reeducação Postural Global), pós-graduada em Anatomia Humana e especialista em Terapia Manual pela ACNT de Sydney / Austrália. Trabalha com coluna vertebral há 19 anos.