Estilo de Vida - Dicas


Alimentação funcional 5


O azeite extra-virgem

Azeites com baixa acidez (de até 0,8%) são chamados de extra virgem e são os de maior qualidade. Para ter essa característica, não podem passar por processos térmicos ou químicos. Sua extração é feita a frio, a temperaturas inferiores a 27ºC, de maneira a conservar melhor o aroma e sabor. São extraídos na primeira prensagem das azeitonas, que foram processadas a frio.

Ajuda a prevenir a arteriosclerose e seus riscos; melhora o funcionamento do estômago e do pâncreas; digere-se com maior facilidade do que qualquer outra gordura comestível, não tem colesterol e proporciona a mesma caloria dos outros óleos; acelera as funções metabólicas.

O azeite extra virgem tem muitos antioxidantes anticancerígenos: ômega 3 e esqualeno (que é um composto que previne câncer de cólon).

Ele auxilia na redução do LDL. Sua ingestão no lugar de margarina ou manteiga pode reduzir em até 40% o risco de doenças do coração e aumentar o HDL, o bom colesterol.

A sua quantidade recomendada é de uma colher de sopa, que contém cerca de 100 calorias.


Veja Mais...