Estilo de Vida - Dicas


Estimule, sem pressionar!


Se seu filho tem aptidão, habilidade e paixão por um esporte, saiba que estimulá-lo é muito importante. Mas, muito cuidado. A pressão psicológica e o treino em excesso podem ter o efeito contrário. E em alguns casos, pode até traumatizar a criança…

Muitas crianças procuram as escolinhas esportivas sonhando em chegar a ser um atleta de alto nível. Mas um programa de educação física muito rígido e baseado no resultado gera estresse, pode desestimular acriança e desencoraja-la a continuar.

O objetivo do esporte, não é a competição em si. Infelizmente, existem escolinhas em que os professores priorizam a competição e exigem demais dos alunos. É importante identificar se a preocupação do técnico está no aperfeiçoamento da criança, utilizando uma metodologia de avaliação que considera o sentimento que cada aluno individualmente.

Nas competições infantis, as crianças costumam comparar o próprio desempenho frente às outras – neste momento, o pequeno atleta pode identificar o seu nível de capacidade em relação à equipe. O cuidado está em criar turmas no mesmo nível de aptidão, para que a criança possa interagir com outras sem gerar o estresse competitivo entre os que estão em desvantagem, como ocorre geralmente com os menores.

As crianças mais hábeis devem ser um modelo para os atletas de habilidade inferior, que procuram melhorar o seu desempenho. Mas é importante que no momento de competir individual ou coletivamente, as forças sejam emparelhadas. Se isso não ocorrer, a situação de estresse gerada pode prejudicar a criança em desvantagem, ocasionando problemas na estruturação de sua personalidade, reduzindo sua a auto-estima.

Equipe Bem Star


Veja Mais...