Estilo de Vida - Dicas


Sono de “recuperação” não diminui efeitos de noites sem dormir…


Muita gente pensa que é possível compensar as horas de sono em falta dormindo até tarde no fim de semana.

Mas os fatos são outros. Vários estudos realizados nos últimos anos têm indicado que pode demorar uma ou mais semanas até que surjam as consequências cognitivas ou fisiológicas das noites mal dormidas – mesmo depois de as horas de sono aumentarem. Num estudo do Walter Reed Army Institute of Research, uma equipa de cientistas examinou os efeitos cognitivos de uma semana de noites mal dormidas, seguidas de três dias de sono de pelo menos 8 horas por noite. Os investigadores concluíram que o chamado “sono de recuperação” não reverteu completamente o mau desempenho num teste de tempos de reação e outras tarefas psicomotoras.

Num estudo semelhante, cientistas do Karolinska Institute, em Estocolmo, observaram que quando os participantes dormiam 4 horas por noite durante 5 dias e depois “eliminavam o atraso” com 8 horas por noite na semana seguinte, eles ainda apresentavam leves deficiências cognitivas residuais uma semana depois.

Outro estudo do Walter Reed Army Institute of Research permitiu concluir que as pessoas recuperam noites mal dormidas mais rapidamente quando estas são precedidas por noites de “acumulação”. Por outras palavras, se tiver uma semana pela frente em que saiba que vai dormir pouco, “adiante” o sono antes, em vez de o “recuperar” depois.

Por Fernanda Lage

Equipe Bem Star


Veja Mais...