Marcio responde


A balança foi minha grande aliada, pois me pesava todo dia, sem obsessão, mas percebi que se não tivesse pesado e acompanhado a mudança não teria conseguido. O que você pode falar sobre isso.

Marcio Atalla responde às suas dúvidas, aqui.


A balança foi minha grande aliada, pois me pesava todo dia, sem obsessão, mas percebi que se não tivesse pesado e acompanhado a mudança não teria conseguido. O que você pode falar sobre isso.

Eu estava com 103 quilos e fiz uma reeducação alimentar sob orientação de um médico. Perdi 15 quilos.  Mudei a alimentação, tirei refrigerante da minha vida, troquei açúcar branco por mascavo. Também comecei a caminhar ida e volta pro trabalho, em torno de 30 minutos pra ir e 30 pra voltar. Perdi os 15 quilos e fiquei feliz lógico. O que queria dizer é que a balança foi minha grande aliada, pois me pesava todo dia, sem obsessão, mas percebi que se não tivesse pesado e acompanhado a mudança não teria conseguido. O que você pode falar sobre isso.

Marco Antônio, BH

​Você está de parabéns. Mudou seus hábitos de uma maneira que te fez bem, te deixou feliz. Mas essa relação com a balança pode ser bem pesada para algumas pessoas, felizmente com você deu certo. Subir na balança diariamente pode não corresponder à realidade. Alguns dias o ponteiro pode variar pra cima ou pra baixo, e isso não precisa estar associado ao fato de se ter engordado ou emagrecido. Muitas vezes os números refletem outras situações, como a retenção de liquido, por conta de algum alimento ou quando os dias estão mais quentes, por exemplo. Diria que pesar uma vez na semana já seria o suficiente para auxiliar no processo e estimular, mas sem gerar frustrações. Imagina, nesse período de mudanças, subir na balança e estar mais pesado que no dia anterior? O quão frustrante não é. Muitas pessoas, até mesmo por ficarem irritadas com essa situação, podem botar todo o processo de mudança a perder.


Veja Mais...