Marcio responde


Vivo um dilema com a balança. Me ajude. Por favor.

Marcio Atalla responde às suas dúvidas, aqui!


Vivo um dilema com a balança. Me ajude. Por favor.

Preciso de ajuda urgente. Não aguento mais ser gorda. Tenho 46 anos, 1,59 cm, peso 98 kg. Sou anêmica (minha medula produz pouquíssimo glóbulos vermelhos). Vivo um dilema com a balança. Me ajude. Por favor. Muitíssimo obrigada. 

Eulana Pimenta

Existem duas possíveis situações aqui. Você pode estar apenas anêmica, ou seja, com baixa produção de glóbulos vermelhos, e isso estaria ligado à sua alimentação e a carência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas. Ou, você pode ter uma anemia aplástica, que acontece quando a medula óssea entra em falência e passa a produzir quantidades insuficientes de hemácias, leucócitos e plaquetas, e não apenas glóbulos vermelhos. Não é fácil determinar a causa para esse tipo de anemia, mas poderia estar associada a alguma intoxicação por uso de substancias químicas, radiação ou poderia ser autoimune.

O fato é que essa doença pode ser fatal e deve ser seriamente tratada. Alguns de seus sintomas são, além de hematomas na pele, fadiga, falta de ar, tontura, cefaleia. Então, o primeiro passo rumo a um novo estilo de vida, seria cuidar desse problema. A partir dai, fazer outros exames e verificar se sua saúde, de um modo geral, está boa, para ter certeza de que você está apta a iniciar uma atividade física com regularidade.

Comece, por exemplo, com 20 minutos de caminhada diária, vá devagar, com cuidado e pensando que essa mudança é para sempre, e por isso deve ser feita de forma gradativa. Certamente, que sua alimentação também terá que ser modificada, visando oferecer ao corpo mais nutrientes, vitaminas, minerais, fibras. Mais qualidade e menos quantidade. Se você diz que cansou de ser gorda, e que mudar de vida, o seu esforço e emprenho são determinantes. Não há remédio, não há milagre, não há segredo. O caminho é apenas um, é difícil, é longo, mas depende única e exclusivamente da sua vontade.

Você tem 46 anos, ou seja, teve bastante tempo para chegar onde chegou. Não pense que poderá mudar tantos anos de hábitos de um dia para o outro, esse é o principal erro das pessoas. É com calma, pensando em um dia de cada vez. Sem traumas, sem grandes sacrifícios, apenas curtindo uma forma diferente de viver, sobretudo com movimento físico.


Veja Mais...