Nutrição


Dieta sem glúten é arriscada para crianças

A ausência pode gerar deficiência nutricional


Dieta sem glúten é arriscada para crianças

O registro do aumento da doença celíaca, caracterizada por intolerância ao glúten, vem crescendo no mundo. Talvez em função dos atuais métodos de detecção do problema. Isso refletiu no crescimento da indústria dos alimentos sem glúten. Só nos Estados Unidos o crescimento entre os anos de 2013 e 2015 ficou em 136%.

Muitos pais hoje estão cortando o glúten da dieta dos filhos para prevenir a doença celíaca, ou fazê-los emagrecer de forma saudável. Isso sem indicação ou acompanhamento do pediatra ou de um médico nutricionista.

Ano passado foi realizado nos Estados Unidos um estudo em que participaram 1.500 americanos, que revelaram que deixaram de consumir glúten sem um motivo especial. O problema é a desinformação sobre esse tipo de dieta e os riscos que pode causar. A dieta sem glúten não é a mais saudável. Inclusive possui desvantagens.

Ela pode aumentar a ingestão de gorduras e calorias, causar deficiências nutricionais ou até mascarar diagnóstico de doença celíaca. Sem diagnóstico comprovado de doença celíaca, a dieta sem glúten pode trazer mais riscos que benefícios. A dieta sem glúten não é a mais saudável. Inclusive possui desvantagens.

Ela pode aumentar a ingestão de gorduras e calorias, causar deficiências nutricionais ou até mascarar diagnóstico de doença celíaca. Sem diagnóstico comprovado de doença celíaca, a dieta sem glúten pode trazer mais riscos que benefícios para crianças e adolescentes.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias

Confira também nossos guias


Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone