Nutrição


Romãs ajudam a combater o envelhecimento

Suplemento foi desenvolvido a partir dessa descoberta


Romãs ajudam a combater o envelhecimento

Cientistas suíços descobriram que romã possui uma substância com capacidade de combater o envelhecimento. Os pesquisadores da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL) deram a camundongos a substância urolithin A, observando que a mesma aumentou em média 42% a capacidade de resistência dos animais para a corrida.

A substância urolithin A é produzida no corpo quando compostos denominados elagitaninos, encontrados em romãs, são decompostos pelas bactérias no intestino.

Os pesquisadores agora desenvolvem junto com a empresa de biotecnologia Amazentis, um suplemento nutricional com a capacidade de aumentar a força muscular e a resistência durante o envelhecimento. Os resultados do primeiro estudo clínico realizados em humanos são esperados para o próximo ano. E podem fazer do urolithin, uma substância inteiramente natural, como uma promessa de reversão do envelhecimento muscular.

Romãs são compostas por vitaminas do complexo B, que auxiliam na circulação; vitamina A, que ajuda a visão; vitamina C, que beneficia o sistema imunológico e possui ácido fólico, que melhora a saúde cardiovascular. Também diminuem o colesterol ruim, o LDL e o colesterol total. Auxilia na prevenção de doenças como diabetes, hipertensão, entre outras, por sua capacidade antioxidante. Fortalece o sistema imunológico e tem ação anticancerígina, pois possui ácidos gálico, elágico e protocatequínico, que barram as moléculas que provocam a doença.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias

Confira também nossos guias


Ícone
Ícone
Ícone
Ícone
Ícone