Estilo de Vida


Alta estatura traz mais risco de câncer segundo pesquisa sueca

Risco pode estar relacionado ao hormônio do crescimento


Alta estatura traz mais risco de câncer segundo pesquisa sueca

Uma notícia não muito boa para pessoas de alta estatura. Segundo estudo realizado pelo Instituto Karolinska, na Suécia, tal característica física significaria mais propensão ao desenvolvimento de câncer, principalmente o de pele e o de mama. O risco seria maior em torno de 18% nas mulheres e 11% nos homens, para cada 10 cm a mais na altura. E esse risco poderia estar relacionado à maior exposição ao hormônio do crescimento.

Essas conclusões foram baseadas em estudos de 5,5 de registros médicos de milhões de suecos nascidos entre 1938 e 1991, avaliando-se dados sobre suas alturas. A pesquisa acompanhou o progresso na saúde de cada participante, dos 20 anos de idade até o fim do ano de 2011. Foi detectado que o risco de câncer de mama aumenta em 20% para cada 10 cm a mais de altura. O risco de melanoma pode aumentar em 30% tanto em mulheres quanto em homens também para cada 10 cm de altura. A relação poderia se justificar pela maior exposição ao hormônio do crescimento na infância, que aumentaria o número de células no corpo; elevada ingestão de calorias e mais quantidade de pele exposta ao sol, o que aumentaria também a chance de desenvolver melanoma.

O hormônio do crescimento pode provocar maior risco de câncer devido ao fato de estimular não só o crescimento dos ossos, como o celular, bloqueando a morte das células, favorecendo o seu aumento.

Os altinhos, no entanto, não devem se preocupar em demasia, já que existem outros fatores de risco bem mais graves para o desenvolvimento do câncer do que a altura. São eles o tabagismo e a obesidade, riscos estes que podem ser evitados. A pesquisa em relação à altura foi importante, no sentido de representar mais um avanço para uma melhor compreensão da doença.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias