Estilo de Vida


Bebê também tem acne

Caracterizada por pele inchada e vermelha, a alergia costuma desaparecer espontaneamente


Bebê também tem acne

Muitas mães se assustam quando o bebê aparece com as regiões das bochechas, nariz ou testa inchadas, avermelhadas ou esbranquiçadas.

Geralmente a alergia costuma surgir nas primeiras semanas após o nascimento. Sempre é bom consultar o pediatra, embora a acne do bebê seja comum e temporária. Geralmente desaparece sem deixar cicatrizes, conforme informa a Mayo Clinic, organização sem fins lucrativos de serviços e pesquisas médicas dos Estados Unidos.

A maioria dos pediatras não costuma receitar medicamentos para a acne do bebê, preferindo aguardar que desapareça expontaneamente. A recomendação é que a região seja mantida higienizada, sem necessidade de lavar mais do que uma vez ao dia para não irritar a pele ainda mais.

Como a acne do bebê é causada por excesso de atividade nas glandulas sebáceas, esfregar a região pode irritar ainda mais a pele. O ideal é que a limpeza seja feita com esponja ou paninho macio. E depois secar a região de forma muito suave com uma toalha macia, apalpando e nunca esfregando.

Não é necessário usar óleos ou loções e nunca esprema o rosto do bebê, o que fará as glandulas sebáceas produzirem mais óleo, o que pode agravar o problema. Em nenhuma hipótese a mãe deve usar produtos ou pomadas na tentativa de aliviar os sintomas. Loções e pomadas sem receita médica podem ressecar a pele do bebê e até causar dor.

A acne pode durar até os seis meses de idade.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias