Estilo de Vida


Entenda a importância da suplementação para combater o envelhecimento e problemas da pele

Para quem sofre com perda de firmeza na pele ou quer reforçar as vias de defesa do corpo, os suplementos podem ajudar desde que bem orientados


Entenda a importância da suplementação para combater o envelhecimento e problemas da pele

Os nutricosméticos compõem uma nova tecnologia do mercado dos tratamentos estéticos, e em alguns grandes centros como Estados Unidos, Europa e Ásia já são uma realidade, sendo muito procurados por uma parcela significativa da população. Esta classe de produtos promete proteger e tratar a pele de dentro para fora, fazendo com que o tratamento estético se torne mais completo. Eles não visam ser mais efetivos, nem substituir os produtos cosméticos, os quais são aplicados por via tópica, mas visam somar esforços no tratamento da pele e devem ser usados em conjunto. Os nutricosméticos agem também no equilíbrio do déficit nutricional do indivíduo, como a falta de proteínas, vitaminas ou minerais, e ainda combatem o excesso de radicais livres (partículas invisíveis que causam o envelhecimento) no organismo.

Podemos citar suplementos para a firmeza da pele como o licopeno, vitamina C, vitamina E, colágeno e os flavonoides (presentes no chá verde, cacau e uvas). Para a proteção contra a radiação solar e favorecimento do bronzeamento podemos citar o betacaroteno e para o fortalecimento das unhas e cabelos o colágeno e a biotina se destacam.

Hoje, há uma tendência em utilizarmos fitoterápicos e vitaminas para o tratamento do melasma. Uma novidade é o Polypodium Leucotomos, que é um ativo de uma planta da Costa Rica, muito eficaz em proteger a pele dos raios ultravioleta. Este é um agente que apresenta propriedades anti-inflamatórias, que protege do dano celular e tem propriedades calmantes e antioxidantes (protege a pele contra os efeitos dos radicais livres). Um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Dermatologia da Universidade de Miami demonstrou através de um estudo revisão que esta planta apresenta efeitos anti-inflamatórios não só no melasma quanto em outras patologias cutâneas.

Além dele, a vitamina C ingerida, por meio dos alimentos e suplementos, contribui para a prevenção do envelhecimento, mas quando o assunto é pele, a associação com a tópica torna o tratamento mais eficaz. A vitamina C, proveniente dos alimentos, é necessária para que o organismo sintetize colágeno, proteína estrutural que confere tônus e firmeza para a pele. Além disso, quando ingerida ela também se torna uma arma contra os radicais livres. Já os suplementos de vitamina E apresentam grande capacidade antioxidante e auxiliam na hidratação natural da pele.

Ainda na questão do combate ao envelhecimento, temos a coenzima Q10, o silício orgânico e os ômegas em cápsulas. A coenzima Q10 é um antioxidante que atua como barreira contra oxidantes e que tem seus níveis reduzidos com o avanço da idade. A deficiência de silício orgânico no organismo leva ao processo de envelhecimento, enquanto sua suplementação é indicada para melhora a elasticidade e densidade da pele, redução de linhas de expressão, queda capilar e fortalecimento das unhas. Já os ômegas são ácidos graxos essenciais para o organismo, uma vez que nosso corpo não produz, sendo necessária a suplementação que atua na barreira lipídica da pele e sua desidratação.

Quem tem acne também pode se beneficiar de diversos suplementos e ativos que auxiliam no tratamento, como o uso de Lactobacillus, por exemplo, que equilibram a microbiota intestinal, reduzem os radicais livres e a inflamação, no qual estudos comprovaram a sua eficácia na melhora da aparência da pele acneica.

É claro que a ingestão de alimentos ricos nesses nutrientes ajuda, por isso os prescritores, médicos, nutricionistas e outros profissionais da área de saúde deverão avaliar a necessidade de suplementação em cada paciente, pois se for detectado um déficit nutricional os nutricosméticos devem ser utilizados como um aporte para se atingir o equilíbrio nutricional do indivíduo, como a falta de proteínas, vitaminas ou minerais, e ainda combatem o excesso de radicais livres no organismo.

Por:  Lucas Portilho




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias