Estilo de Vida


Mecanismos de lesões em atletas é analisado em pesquisa

Para desenvolver estudo, foi usado como referência o movimento forehand do tênis


Mecanismos de lesões em atletas é analisado em pesquisa

Informações da agência USP de notícias dão conta sobre a prevenção de lesões musculares e melhoria no rendimento esportivo em atletas amadores e profissionais. Nesse contexto, a pesquisa realizada avaliou a força dos músculos do punho de um jogador de tênis de campo.

Para desenvolver o estudo, foi usado como referência o movimento forehand do tênis, que é executado movendo a raquete com a palma da mão virada para frente. Em seguida, definiu as características biomecânicas do gesto e calculou as forças atuantes somadas ao peso da raquete e da recorrência do movimento.

Foi identificado qual instante do golpe oferecia maior probabilidade de provocar uma das lesões mais comuns apresentadas por tenistas nos músculos extensores do punho e antebraço, a epicondilite lateral. Para mensurar o impacto foi realizada a avaliação cinemática de um tenista durante a simulação repetitiva do forehand com seis câmeras de vídeo que emitem luz infravermelha e capturam a luz refletida por marcadores reflexivos, distribuídos em pontos específicos no corpo do atleta.

Os pesquisadores conseguiram quantificar, por intermédio de seu trabalho, que a força exercida pela musculatura do punho do tenista é intensa e aumenta o nível de probabilidade de lesão física, podendo resultar no afastamento do atleta para o tratamento e recuperação.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias