Estilo de Vida


São Paulo ganha reforço de R$ 2,9 milhões para a saúde mental

São sete unidades que irão atender também pessoas com necessidades decorrentes do uso de drogas e álcool


São Paulo ganha reforço de R$ 2,9 milhões para a saúde mental

A população de seis municípios do estado de São Paulo ganhou neste mês de outubro um reforço na ordem de R$ 2,9 milhões para habilitação de novos serviços de atenção à saúde mental. São cinco novos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) nas cidades de Catanduva, São Bernardo do Campo, Tatuí, Ibuína e Iguape, além de dois Serviços Residenciais Terapêuticos (SRTs) em Sorocaba, todos habilitados pelo Ministério da Saúde.

Os CAPs são unidades especializadas no atendimento a pessoas com sofrimento ou transtorno mental, incluindo aquelas com necessidades decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas. Têm caráter aberto e comunitário e são constituídos por equipe multiprofissional, atuando de maneira interdisciplinar. São montados para atender uma área territorial determinada, seja em situações de crise ou nos processos de reabilitação psicossocial.

As unidades beneficiadas podem realizar procedimentos específicos ligados à ampliação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPs), que dispõe sobre a criação, ampliação e articulação de pontos de atenção à saúde para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias