Vida e Saúde



Unicef: Nutrição deficiente causa danos mentais e físicos irreversíveis

Relatório revela que apenas uma em cada seis crianças recebe os nutrientes suficientes


Unicef: Nutrição deficiente causa danos mentais e físicos irreversíveis

Apenas uma em cada seis crianças com menos de dois anos recebe alimentos em quantidade e diversidade suficientes para a sua idade, o que deixa as restantes em risco de danos físicos e mentais irreversíveis.

A conclusão é de um relatório da agência das Nações Unidas para a infância. “Os bebés e as crianças pequenas têm maior necessidade de nutrientes do que em qualquer outra fase da vida. Mas milhões de crianças pequenas não desenvolvem todo o seu potencial físico e intelectual porque recebem pouca comida e demasiado tarde”, disse France Begin, conselheira sénior para os assuntos de Nutrição da Unicef, citada num comunicado da organização.

A responsável alerta que “uma nutrição deficiente numa idade tão tenra causa danos mentais e físicos irreversíveis”. Intitulado “Desde a primeira hora de vida”, o relatório agora divulgado revela um mundo onde uma dieta saudável está fora do alcance da maioria. Os dados da Unicef mostram que a introdução tardia de alimentos sólidos, o número reduzido de refeições e a falta de variedade de alimentos são práticas generalizadas no mundo, privando as crianças de nutrientes essenciais quando o cérebro, os ossos e o físico deles mais precisam.




Veja Mais...





Clique aqui e veja todas as matérias