Estilo de Vida


Uso de anticoncepcional pode evitar a gravidez mas há contraindicações

Especialista explica sobre vantagens e riscos


Uso de anticoncepcional pode evitar a gravidez mas há contraindicações

Que a pílula representou uma revolução na vida das mulheres, ninguém pode negar, mas acompanhado de liberdade sexual, as mulheres tiveram que enfrentar complicações em sua saúde, algumas delas bem graves, como a trombose, embolia pulmonar e AVC. O uso abusivo e sem orientação médica colocou muitas delas em risco, sobretudo as que são fumantes, obesas, diabéticas, hipertensas ou simplesmente as que estão sedentárias.

De acordo com informações publicadas no portal dos Seguros (Segs), que traz uma entrevista com o médico ginecologista e obstetra Dr. Marcos Tcherniakovsky, o que existe é uma preocupação e certo temor com o risco de desenvolver fenômenos tromboembólicos, sendo o mais conhecido a Trombose Venosa Profunda (TVP), mas que seu uso não está somente relacionado ao uso de anticoncepcionais.

E acrescenta: as contraindicações de acordo com os critérios de elegibilidade da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicados em 2009, devem ser consideradas. “Os anticoncepcionais podem ser usados independente da faixa etária. Neste caso, uma boa anamnese da futura usuária se faz necessária. Antecedentes de coagulopatias, hipertensão, obesidade, enxaquecas intensas, entre outras”, diz o especialista.

Por outro lado, os anticoncepcionais podem ser utilizados para outros benefícios não contraceptivos, tais como: diminuição do fluxo menstrual; melhora das cólicas menstruais, melhora da Tensão Pré-Menstrual, em casos de endometriose e miomas uterinos e prevenção para doenças inflamatórias pélvicas e alterações funcionais específicas das mamas.




Clique aqui e veja todas as matérias

Veja Mais...








Clique aqui e veja todas as matérias